fbpx

Calos indesejados? 5 dicas para prevenir o aparecimento.

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por Oh!Elsa
em 11 de Abril, 2021

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.
Calos indesejados? 5 dicas para prevenir o aparecimento.

Um calo é uma acumulação de camadas de pele num sítio específico do pé ao longo de um certo período de tempo. Estes geralmente surgem devido à pressão e fricção recorrente no mesmo local, e são um mecanismo de defesa natural do corpo para prevenir outros tipos de infeção. Por isso, são bastante comuns e é possível evitá-los com os comportamentos certos.

Hiperqueratose é o termo médico para o espessamento da epiderme que provoca os calos e calosidades. Algumas profissões, por obrigarem a passar mais tempo em pé ou a utilizar calçado formal, podem promover o aparecimento de calos. Os desportistas também estão particularmente suscetíveis a esta situação, já que o exercício físico coloca pressão extra nos pés. O que é certo é que os calos podem ser evitados com bons hábitos e cuidados.

Se quiser prevenir o aparecimento de calos, leia as seguintes dicas e coloque-as em prática já hoje.

1 – Utilize calçado ajustado ao seu pé

Se os sapatos forem muito apertados ou largos, irão causar fricção com a pele com mais frequência. Tal pode ocorrer com sapatos de salto alto, que geralmente apertam o pé em zonas específicas, ou com sandálias abertas, que são mais folgadas e causam mais fricção. Neste sentido, alterne entre os tipos de sapatos que utiliza e evite os que lhe estão mais desajustados.

No momento de comprar os sapatos, poderá ter ainda atenção aos locais de maior pressão. É recomendado comprá-los durante a tarde ou de noite, já que os pés estarão mais inchados e torna-se mais fácil saber quais os pontos de pressão.

2 – Tenha os pés com a humidade ideal

Tanto os pés que estejam demasiado secos, como os muito húmidos irão provocar uma maior probabilidade de aparecerem calos. Para evitar que estejam secos, pode utilizar loções e óleos próprios com propriedades hidratantes. Já no verão, pode acontecer que a transpiração os deixe mais húmidos que o normal. Poderá nestes casos lavá-los com mais frequência. Pode ainda optar por utilizar meias ou pós feitos para o efeito que absorvem a humidade. O objetivo é mantê-los nas condições ideais em qualquer situação.

3 – Utilizar palmilhas nos sapatos

Por razões profissionais ou de gosto pessoal, muitas vezes utilizamos sapatos que não são particularmente confortáveis. Estes sapatos podem fazer pressão e raspar em locais do pé suscetíveis a calos e contribuir para o aparecimento dos mesmos. Nestas situações, podemos investir em palmilhas, pensos ou almofadas criadas especificamente para calçado desconfortável. Além do mais, podemos evitar outros desconfortos, como bolhas ou feridas.

4 – Faça exfoliação com regularidade

Com alguma frequência, coloque os pés em água durante uns minutos e esfole-os com uma espoja bucha ou uma pedra-pomes. Este processo ajuda-o a retirar a pele morta dos pés, que é um dos principais elementos de um calo. Porém, tenha cuidado para não exfoliar demais a região. Este é um processo que não deverá ser doloroso em nenhuma situação.

Pode inclusive deixar as unhas mais curtas, para evitar que raspem nos sapatos. Tal evitará outros riscos, como unhas encravadas.

5 – Não passe demasiado tempo em pé

Estar muito tempo na posição vertical coloca uma pressão extra nos pés. Tal ocorre tanto parado como a correr ou a caminhar. Se a sua profissão o obrigar a passar muito tempo nesta posição, poderá consultar um médico que lhe recomendará soluções extra, como meias ou loções próprias que evitarão o surgimento de calos.

Estar sentado durante longos períodos de tempo pode igualmente fazer com que os pés inchem e o calçado se torne desconfortável. Nestes casos, é recomendado que faça uma pausa com frequência e caminhe por uns minutos, para que a circulação dos pés regresse ao normal.

Evitar os calos nos pés não é só uma questão estética e tampouco de conforto. Os calos podem causar outros problemas de saúde e infeções, principalmente a pessoas que têm diabetes. Mantenha-se atento a outros sintomas como inchaços, dores ou sensibilidade na região do calo, porque geralmente os calos não provocam sintomas. Em caso de dúvida, contacte um profissional de saúde. Este poderá recomendar-lhe ainda tratamentos próprios para problemas na pele, como ceratolíticos. Por vezes, é também difícil compreender a origem de um calo, já que a pressão ou fricção que o causa não é óbvia. No entanto, os conselhos acima poderão ajudá-lo independente de qual a origem do mesmo. Se tiver mais conselhos sobre como evitar o aparecimento de calos, partilhe-os connosco nos comentários. Poderá ajudar outra pessoa na mesma situação

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.